Cejudo afirma que deve enfrentar Marlon Moraes pelo título dos galos no UFC 238

Cejudo tirou o título do então imbatível Demetrious Johnson em 2018 – Dan Wainer/Ag Fight

Dana White surpreendeu, no último sábado (23), ao revelar planos que, ao mesmo tempo, interferem na divisão dos moscas (57 kg) e dos galos (61 kg): casar lutas entre Jussier ‘Formiga’ e Joseph Benavidez, pelo cargo de desafiante número 1 da primeira categoria, e Henry Cejudo e Marlon Moraes, pelo título da segunda. E Cejudo, campeão peso-mosca, detalhou este planejamento.

O americano declarou ao programa ‘Ariel Helwani’s MMA Show’ que a ideia do Ultimate é fazer seu confronto contra Moraes no UFC 238, programado para o início de junho. Se o duelo for concretizado, Cejudo fará uma superluta pela segunda vez consecutiva, já que ele nocauteou TJ Dillashaw, então campeão dos galos, em sua primeira defesa do cinturão dos moscas, em janeiro.

“Nada foi de fato finalizado. Nada está finalizado sobre a data ou algo do tipo. Os contratos também não foram assinados. Mas eles estão pensando em 8 de junho, em Chicago. Main event em Chicago. Se for em 8 de junho, estamos há três meses, 12 semanas. E esta é a minha vida. É tudo pelo que trabalho. Estou um passo mais perto. Alguém vai cair, e certamente não sou eu”, falou.

Cejudo comentou também a situação de Dillashaw, que anunciou ter sido flagrado em um exame antidoping realizado antes da luta entre os dois. De acordo com Henry, o fato de TJ ter abandonado voluntariamente o título pode indicar que se trata de um escândalo maior de doping.

“Ele abandonou o cinturão, e ninguém faz isso. Ninguém faz isso. Então, isso lhe faz saber quão severo o caso pode ser. Você vai nessa montanha-russa, na qual você vai de triste a irritado. Você fica tipo: ‘Espera, e se ele tivesse me vencido, como Brock (Lesnar) fez com Mark Hunt? Às vezes, essas coisas atravessam sua cabeça, porque você nunca sabe. Isso não é beisebol, cara. Se tudo isso for verdade, eu nunca vou me sentir confortável lutando com alguém assim de novo”, disse.

Se vencer Marlon na eventual disputa do título peso-galo do UFC, Henry Cejudo vai conseguir um feito até hoje inédito: conquistar o ouro nas Olimpíadas – ele foi campeão da luta olímpica até 55 kg em Pequim, no ano de 2008 – e reinar em duas categorias do Ultimate.