‘Cara de Sapato’ detalha frustração com lesão às vésperas do UFC São Paulo

‘Cara de Sapato’ venceu a terceira edição do The Ultimate Fighter (TUF) Brasil – Jessica Portasio

Com cinco vitórias consecutivas no UFC, Antonio ‘Cara de Sapato’ estava escalado para lutar no evento agendado para São Paulo, em setembro de 2018, quando sofreu uma lesão a menos de um mês do show e teve que abandonar o card. Na ocasião, ele enfrentaria o peso-médio (84 kg) canadense Elias Theodorou e, em caso de vitória em casa, possivelmente ganharia algumas posições no ranking.

Dessa forma, a frustração veio assim que ele soube que um procedimento cirúrgico no músculo do peitoral seria necessário. Mas, apesar disso, o vencedor da terceira edição da versão brasileira do programa The Ultimate Fighter (TUF) contou, em entrevista exclusiva à Ag Fight, que usou a decepção como combustível para se dedicar ainda mais nos treinos.

“Chorei muito. Eu amo fazer isso aqui, amo lutar, estar dentro do octógono, fazer o que eu faço. (…) Foi muito frustrante para mim. Foi a primeira lesão e espero que seja a última que precise de cirurgia. Eu não imaginava que fosse tão séria. O dia do UFC São Paulo foi o dia da minha cirurgia. Então, foi bem difícil de assistir. Eu nem consegui assistir muito, na verdade, porque era bem difícil para mim”, explicou ‘Cara de Sapato’, antes de detalhar como foi o seu processo de recuperação.

“Eu sabia que era preciso paciência e aquilo me motivou mais ainda. Me deu mais fome de luta, de vitória, de dar o meu melhor nos treinos. Assim que o médico me liberou para fazer qualquer exercício, eu estava lá fazendo. Dizia que eu podia ficar na piscina batendo a perna, eu ficava três horas na piscina batendo a perna. Eu pegava a bicicleta ergométrica e ficava também não sei quantas horas ali. Tudo o que eu podia fazer, trabalho de perna e tudo, o que dava para fazer para adiantar e me manter motivado eu fazia”, completou.

Já recuperado da cirurgia, ‘Cara de Sapato’ volta ao octógono no próximo sábado (18), quando terá pela frente Ian Heinisch no evento agendado para a cidade de Rochester (EUA). No entanto, diferentemente de quando esteve escalado contra Theodorou, desta vez ele não terá um atleta ranqueado como oponente. Isso, porém, não parece desmotivá-lo.

“Eu queria um cara ranqueado ou que estivesse perto do ranking. (…) (Mas) estou com fome de luta, doido para entrar no octógono, para voltar a trabalhar, então falei para me dar qualquer um. (…) Perguntei todos os nomes do ranking, do 15º ao campeão eu falei, mas estavam todos ou com luta, ou machucados e não podiam lutar. Então aceitei lutar com alguém de fora do ranking, porque é importante manter o ritmo”, destacou.

Ainda que Heinisch esteja fora do ranking, isso não quer dizer que ‘Cara de Sapato’ terá vida fácil. Afinal, o americano estreou no UFC em novembro de 2018 com vitória sobre outro vencedor do TUF Brasil: Cezar ‘Mutante’. Com isso, ‘The Hurricane chegou à 12ª vitória em seu cartel profissional como lutador de MMA, que também conta com uma derrota. E ela ocorreu justamente para outro atleta tupiniquim, Markus ‘Maluko’, em 2017, quando eles ainda competiam em outra organização de MMA, o LFA.

“Ele tem uma derrota por finalização, que foi pro Marcão, que é brasileiro também e está treinando com a gente na ATT (American Top Team). E isso é ótimo. Saber que uma das brechas que ele dá é justamente no chão me dá ainda mais confiança para conseguir essa vitória, porque é onde me sobressaio. (…) Ali estou sempre um passo a frente do meu adversário. Ele sabe que também tenho uma trocação perigosa, e no momento certo vou colocar para baixo e trabalhar o meu jiu-jitsu, pois acredito que tenho o melhor jiu-jitsu da categoria”, concluiu.

Aos 29 anos, ‘Cara de Sapato’ assinou contrato com o UFC em 2014, após vencer o TUF Brasil 3 ao derrotar Vitor Miranda na final da competição. Até o momento, o paraibano soma dez resultados positivos e dois negativos – além de uma luta sem resultado – em seu retrospecto profissional como atleta de MMA.