Campeã do UFC afirma que aceitaria enfrentar Henry Cejudo caso ele mudasse de sexo

Detentor dos cinturões do peso-mosca (57 kg) e galo (61 kg), Henry Cejudo tem frequentado as manchetes por suas declarações polêmicas e provocações a lutadores improváveis, incluindo colegas do gênero feminino. Logo após derrotar Jéssica ‘Bate-Estaca’ no UFC China, Zhang Weili foi questionada sobre um possível desafio do ex-wrestler medalhista olímpico. A resposta da atleta, através de um intérprete na coletiva de imprensa pós-evento, veio recheada de bom humor e um pouco de provocação.

Zhang afirmou que aceitaria o possível desafio de Cejudo, mas impôs uma condição: que ele passe por uma cirurgia de mudança de sexo para enfrentá-la como uma mulher. Recentemente, o americano causou espanto na comunidade do MMA ao desafiar Valentina Shevchenko, campeã da versão feminina da categoria dos moscas.

“Ele pode lutar comigo, mas primeiro ele precisa ir para a Tailândia e trocar de sexo. Aí eu vou dar as boas vindas a ele ou ela na divisão feminina”, declarou Zhang, que fez história ao se tornar a primeira atleta chinesa a conquistar um título pelo Ultimate.

Com uma apresentação explosiva, Zhang Weili venceu por nocaute técnico a brasileira Jéssica ‘Bate-Estaca’ no último sábado (31), pelo UFC China. Além do triunfo, que lhe garantiu o cinturão do peso-palha (52 kg), a chinesa garantiu o bônus de ‘Performance da Noite’. Na coletiva após o evento, Dana White – presidente do UFC – afirmou que a primeira defesa de título da asiática deve acontecer em um evento nos Estados Unidos.