Aspen Ladd elogia Amanda Nunes, mas ressalta: “Qualquer um pode ser derrotado”

As sucessivas vitórias de Amanda Nunes no UFC sobre lutadoras renomadas como Ronda Rousey, Valentina Shevchenko, Cris ‘Cyborg’ e, mais recentemente, Holly Holm, levaram os fãs a se perguntarem se há alguma atleta capaz de bater a brasileira no octógono. Questionada sobre isso, Aspen Ladd, que pode se tornar a próxima rival da brasileira caso derrote Germaine de Randamie no evento deste sábado (13), na Califórnia (EUA), foi enfática: “qualquer um pode ser derrotado”.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Ladd elogiou a atual campeã dos pesos-galos (61 kg) e dos penas (66 kg) do UFC, mas ressaltou que a brasileira não é imbatível. “(Amanda) é uma lutadora fenomenal e incrível no que faz, mas qualquer um pode ser derrotado, qualquer um pode ter um dia ruim”, destacou a americana.

Apesar disso, Ladd garante que o seu foco no momento é o duelo contra Germaine, atual primeira colocada no ranking dos pesos-galos. Durante a entrevista, Aspen exaltou a sua próxima rival, que conquistou o cinturão dos penas em 2017, ao bater Holm por decisão unânime. A holandesa, entretanto, foi destituída do posto após se recusar a defender o título em duelo contra Cyborg.

“Ela é a primeira colocada do ranking por uma razão e ex-campeã por uma razão. Ela é uma striker de nível mundial, uma das melhores do UFC, entre homens ou mulheres, e tem muita experiência. Eu sei o que ela vai fazer. Ela sabe o que vou fazer também. Tudo se resume a quem vai ter o melhor plano de jogo naquela noite”, concluiu.

Aos 24 anos, Ladd está invicta na carreira profissional como atleta de MMA, com oito vitórias. Já a veterana De Randamie, 11 anos mais velha, também triunfou em oito oportunidades desde que se profissionalizou nas artes marciais mistas, em 2008. Porém, ao contrário da rival, ela foi superada por três adversárias – a última delas foi Amanda Nunes, em 2013.