Após vitória dominante, Covington rebate ‘torcida contra’ de Jon Jones e Ben Askren

Colby é defensor ferrenho do presidente americano Donald Trump  – Rigel Salazar

Colby Covington venceu Robbie Lawler dentro do octógono e não só deu um passo largo para uma provável disputa do título meio-médio (77 kg) como teve uma oportunidade de calar, ao menos por alguns momentos, os seus críticos — que são muitos. ‘Chaos’ direcionou seus ataques a Jon Jones e Ben Askren, que haviam lamentado o triunfo do falastrão.

Por intermédio de sua página no Twitter (veja abaixo ou clique aqui), Jones lastimou o fato de Lawler ter “desapontado o mundo” ao perder para Colby, em uma referência à rejeição que o meio-médio tem entre lutadores e muitos fãs. Covington, então, lembrou de alguns episódios negativos marcantes na carreira de ‘Bones’ para contragolpeá-lo.

“Jon Jones… Ele está lá falando m**** sobre Robbie Lawler decepcionar o mundo? Jon Jones sabe em primeira mão como decepcionar o mundo inteiro. Não fale sobre Lawler, Jon Jones. Robbie Lawler não está batendo um Bentley com prostitutas no fundo do carro. Robbie Lawler não está batendo no carro de uma senhora grávida e fugindo do local com todas as suas drogas dentro do carro. Robbie é uma lenda, um cara de família, um cara que será Hall da Fama assim que for cogitado. Então, como Jon Jones ousa falar sobre mim, quando ele é a maior m**** de todos os esportes?”, falou.

Outro lutador bom com as palavras, Askren pediu desculpas aos fãs (veja abaixo ou clique aqui) por ter perdido para Jorge Masvidal, em julho, porque, segundo ele, isso permitiu que Colby disputasse o título contra ‘Marty’ — como Ben chama Kamaru Usman, atual campeão da categoria. ‘Chaos’ não deixou barato, trazendo à tona a mais recente derrota de ‘Funky’.

“Ben Askren, por favor, cara, o que você pode dizer? Estou quebrando todos os recordes, exceto que eu nunca vou bater o recorde de Ben Askren por ser nocauteado em cinco segundos. O pior nocaute da história do UFC. Ele não pode falar, porque a carreira dele está morta, então eu nem sei por que Ben Askren está falando alguma coisa. Ele está prestes a ficar 0-3 no UFC, depois de Demian Maia bater nele. E aí nunca mais vamos precisar ouvir falar daquele vagabundo novamente”, declarou.

Contra Lawler, Covington bateu o recorde de golpes totais e significativos em uma luta do UFC. Askren, por sua vez, tem sido cotado para enfrentar Demian Maia neste segundo semestre de 2019. Ben, na verdade, tem uma vitória e uma derrota no Ultimate, mas Colby se refere ao combate de ‘Funky’ contra Lawler como derrota porque ele chegou a apagar com golpes de Robbie, mas o juiz deixou seguir e o wrestler conseguiu uma finalização.