Apatia da torcida e de lutadores domina pesagem cerimonial do UFC Suécia; veja

A Suécia é mundialmente conhecida como um país que possui baixas temperaturas durante a maior parte do ano. E, apesar da temperatura amena nesta sexta-feira (31) de primavera na Europa, a fama de frieza do local parece ter afetado tanto a torcida quanto os lutadores presentes na pesagem cerimonial do UFC Estocolmo (veja abaixo ou clique aqui).

Ao contrário do que costuma ocorrer nos eventos promovidos em outros países, praticamente não houve hostilidade entre os lutadores que ficaram frente a frente com seus rivais durante a cerimônia aberta ao público. A torcida presente no local também abusou da educação, e não provocou nem mesmo Anthony Smith, que enfrentará o sueco Alexander Gustafsson no duelo principal do show deste sábado.

Ao ser questionado pelo repórter do UFC sobre a expectativa para o confronto, Smith respondeu com indiferença. “Honestamente, não me importo com o que esperam, estou aqui por mim. Estou aproveitando a Suécia, mas estou aqui por mim”, destacou. E, ao contrário do que provavelmente ocorreria em outros locais, o americano foi aplaudido – e não vaiado – pela torcida local.

Gustafsson também abusou da boa educação e elogiou o rival, apesar de ressaltar que está confiante na vitória. “Ele é um cara duro, mas estou preparado”, garantiu o meio-pesado (93 kg) sueco. Um dos poucos momentos de maior descontração da cerimônia foi protagonizado pela estreante brasileira Duda ‘Cowboyzinha’, que demonstrou espontaneidade ao subir no palco com chamativos óculos escuros.