Aos 44 anos, Mirko ‘Cro Cop’ anuncia aposentadoria do MMA após sofrer AVC

Mirko ‘Cro Cop’ anunciou, nessa sexta-feira (1º), que abandonará definitivamente o MMA. Por meio das redes sociais, o peso-pesado explicou que sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) durante a última semana e, por isso, não poderá mais receber golpes na cabeça. Apesar da adversidade, o croata ressaltou que está bem, já que não teve o rosto paralisado com o incidente, possibilidade para quem sofre deste problema.

Em publicação no Instagram (veja abaixo ou clique aqui), ‘Cro Cop’ destacou que a sua última luta, contra Roy Nelson, em fevereiro, foi a última da carreira. Na ocasião, ele derrotou o seu ex-companheiro de UFC por decisão unânime dos jurados, dessa vez sob a bandeira do Bellator. E, apesar de ter pendurado as luvas, o croata projetou voltar aos treinos assim que for liberado pelos médicos.

“Meus queridos amigos, a última luta foi a minha última. Eu vinha anunciando (o fim da carreira) muitas vezes porque era mais forte do que eu, mas agora está realmente acabado. Na manhã de segunda-feira eu tive um AVC no treinamento matinal. Felizmente ele não paralisou nem deformou meu rosto, hoje eu saí do hospital e me sinto bem, e espero continuar assim. Entendo as instruções e advertências seriamente e agora tenho uma fase de recuperação diante de mim onde tenho que ser muito disciplinado”, escreveu ‘Cro Cop’, de acordo com transcrição do site ‘Fox Sports’.

“Após cerca de 3 meses depois da ressonância magnética mostrar que a recuperação foi bem-sucedida, poderei continuar o treinamento, mas nunca mais poderei dar e receber golpes na cabeça, porque seria um pouco difícil de fazer. Agradeço a todos vocês que me seguiram durante a minha carreira e estiveram comigo em vitórias e derrotas, tenho uma carreira rica e muito longa e realmente não tenho que me queixar por nada mais”, completou.

‘Cro Cop’ vivenciou o auge da carreira em 2006, quando venceu o GP dos pesados do Pride, após bater renomados lutadores como Wanderlei Silva e Josh Barnett. Ao longo da carreira profissional como atleta de MMA, o veterano somou 38 triunfos, 11 derrotas, dois empates e um embate sem resultado.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em