Amanda Ribas tem atuação segura e derrota Mackenzie por decisão unânime

Amanda Ribas ratificou seu bom momento no Ultimate neste sábado (12), no UFC Tampa. A brasileira teve uma atuação dominante, principalmente na parte em pé e nas defesas de queda, e derrotou Mackenzie Dern, por decisão unânime dos jurados. Agora a mineira acumula dois triunfos seguidos na organização. Pelo outro lado, a atleta americana-brasileira perdeu sua invencibilidade na carreira. Ela vinha com sete vitórias.

“Eu treinei muito isso, porque sabia que a Mackenzie era muito boa no solo. Então meu técnico falou sempre para eu me movimentar”, disse a lutadora, quando questionada sobre suas defesas de queda perfeitas no confronto em entrevista após a luta, ainda no octógono.

A luta

Apesar das duas lutadoras serem especialistas na luta de chão, o duelo começou na trocação, com Amanda Ribas mais certeira nos golpes, balançando a adversária em algumas vezes. Ciente da desvantagem Mackenzie tentou derrubar, mas logo foi frustrada. Porém, no fim da parcial, foi a vez de Amanda aplicar uma linda queda e terminar a parcial por cima.

O panorama do segundo assalto foi igual ao primeiro. Amanda seguia bem na movimentação e desferindo golpes mais precisos. Pelo outro lado, Mackenzie tentava derrubar, mas sofria com as defesas de queda da adversária, que fugia de qualquer combate no chão.

No intervalo do segundo para o terceiro round, o córner de Mackenzie tentou motivá-la falando de sua filha, que completou quatro meses. Porém, não surtiu muito efeito. Amanda seguia muito firme na sua estratégia de manter a luta em pé e levou essa supremacia até o fim do confronto.

Anders homenageia o Brasil, e vence

Casado com a brasileira Yasmin Chemin, Eryk Anders prestou uma homenagem ao país de sua esposa. O americano apareceu com uma bandeira metade do Brasil e metade dos Estados Unidos, e foi bem dentro do octógono. O lutador venceu Gerald Meeschaert por decisão dividida. Na peleja, o atleta foi melhor no primeiro e segundo rounds, sendo mais certeiro nos golpes, porém ficou desvantagem no terceiro, balançando com alguns ataques do rival. Agora o lutador alcança sua segunda vitória seguida na franquia.

Spann mantém invencibilidade no UFC

Ryan Spann comprovou mais uma vez que é um nome a ser visto com atenção na categoria do peso-meio-pesado (93 kg). Após nocautear Rogério ‘Minotouro’, em maio deste ano, dessa vez ele finalizou Devin Clark no segundo round, com uma guilhotina. No combate, ambos lutadores estavam testando sua trocação, mas sem muita ousadia de ambas as partes. Entretanto, Ryan achou uma brecha para encaixar a finalização precisa. Agora o americano soma três vitórias seguidas no UFC.

Mike Davis sobra e nocauteia Gifford

O confronto entre Mike Davis e Thomas Gifford foi um verdadeiro monólogo para o primeiro. Apesar de aceitar o duelo somente com quatro dias de preparação, o atleta não sentiu a falta de treinos e foi dominante desde o início, sobrando na trocação. Sem dar margem ao rival, Davis conectou golpes violentos no adversário, que aguentou até o terceiro assalto, sem esboçar reação. No entanto, faltando poucos segundos para o fim da peleja, Mike acertou uma bomba no rosto de Gifford, que caiu apagado. Essa foi a primeira vitória de Mike Davis no Ultimate.

Confira os resultados do UFC Tampa até o momento:

Amanda Ribas venceu Mackenzie Dern por decisão unânime;
Matt Frevola venceu Luis Peña por decisão dividida;
Eryk Anders venceu Gerald Meeschaert por decisão dividida;
Ryan Spann finalizou Devin Clark no segundo round;
Mike Davis venceu Thomas Gifford por nocaute no terceiro round;
Alex Morono venceu Max Griffin por decisão unânime;
Deiveson Figueiredo finalizou Tim Elliott no primeiro round;
Marlon Vera venceu Andre Ewell por nocaute técnico no terceiro round;
Miguel Baeza venceu Hector Aldana por nocaute técnico no segundo round;
Marvin Vettori venceu Andrew Sanchez por decisão unânime;
JJ Aldrich venceu Lauren Mueller por decisão unânime.