Aldo minimiza título interino do UFC e projeta luta com Volkanovski ou migrar para os leves

José Aldo ainda não tem data para voltar ao octógono do UFC – Diego Ribas

José Aldo não esconde de ninguém que pretende se aposentar do UFC em 2019 após cumprir as duas lutas restantes em seu contrato com a organização. Apesar de ainda não ter o próximo compromisso com o Ultimate agendado, o peso-pena (66 kg) poderá retornar ao octógono no dia 11 de maio, no evento programado para o Rio de Janeiro. E, dentre as possibilidades apontadas por ele, existe a de enfrentar Alexander Volkanovski ou de migrar para os leves (70 kg), atual divisão de seu antigo rival Conor McGregor.

Diante dos rumores de que o campeão dos penas, Max Holloway, enfrentará Tony Ferguson pelo título interino dos leves, foi levantada a possibilidade de se promover também uma disputa pelo cinturão provisório de 66 kg. No entanto, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, nessa quarta-feira (20), no Rio, Aldo ressaltou que seu maior interesse no momento é confirmar o acerto com o seu próximo oponente para depois pensar em que cenário isso ocorrerá.

“Eu nem penso em cinturão interino. Estou pensando na minha próxima luta primeiro. Assim que o ‘Dedé’ (Pederneiras, treinador e empresário de Aldo) vier e disser quem enfrentarei na minha próxima luta, vamos pensar no futuro. (…) Volkanovski é um bom oponente e está em ótima fase. Ele vem de uma grande vitória sobre Chad Mendes, então seria uma grande luta. (…) Ele é um lutador muito agressivo, anda para frente, então nós já pensávamos em desafiá-lo depois do ‘Moicano’. (…) Existe a possibilidade de lutarmos no peso-leve também, mas isso é com o ‘Dedé’. Ele quem tem que negociar”, explicou.

Caso migre para os leves, Aldo ficará mais o próximo de ter a chance de concretizar a sonhada revanche contra Conor McGregor, ex-campeão de duas categorias do Ultimate. Em dezembro de 2015, o irlandês aplicou um nocaute em apenas 13 segundos e tomou o cinturão dos penas do manauara. Desde então, o brasileiro tenta, sem êxito, agendar um novo combate contra ‘The Notorious’.

Aos 32 anos, Aldo venceu as últimas duas lutas que realizou no Ultimate por nocaute, contra Jeremy Stephens, em 2018, e Renato ‘Moicano’, em fevereiro último. Ao longo da carreira profissional no MMA, o manauara somou, até então, um cartel de 28 triunfos e quatro derrotas.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *