Adversário rasga elogios a B.J. Penn e desconversa sobre aposentadoria: “Decisão é só dele”

BJ Penn encara Clay Guida no próximo dia 11 de maio, no UFC Rio – Diego Ribas

Ex-campeão dos pesos-leves (70 kg) e dos meio-médios (77 kg) do UFC, B.J. Penn é um dos maiores nomes da história do MMA. No entanto, ultimamente, o veterano tem sido o centro dos holofotes pelo seu retrospecto ruim nas últimas aparições nos octógonos. ‘Prodígio’, como é conhecido, não sabe o que é ter o braço erguido desde 2010 – o que fez com que a imprensa especializada cogitasse sua aposentadoria.

E a possibilidade de o americano pendurar as luvas ganhou ainda mais força quando B.J. foi finalizado em seu último combate, em dezembro de 2018. O ex-campeão mundial de jiu-jitsu nunca havia sido superado dessa maneira em toda sua carreira. Mas, na visão de Clay Guida, seu próximo oponente no Ultimate, o Prodígio deve ignorar a opinião pública e ouvir somente pessoas mais próximas a ele.

“Primeiro de tudo, todas as lutas incríveis que B.J. protagonizou. Ele pavimentou o caminho, não só para a divisão dos leves, mas para o UFC basicamente. Ele fez tanto pelo esporte. Estou ansioso e lisonjeado que me ofereceram uma luta dessas, não poderia recusar. Não é meu estilo, aceito qualquer luta de braços abertos. E, para competir com uma lenda como B.J. – ele é mais que isso. É um dos criadores, um pioneiro. Ele é o ‘Prodígio’ por uma razão, então estou ansioso para esse confronto”, elogiou Guida, antes de falar sobre a possível aposentadoria de B.J.

“É meio difícil de acreditar. Difícil pensar que o cara que foi campeão nos leves e meio-médios não vence uma luta há nove anos. É incrível. Mas entrar no cage com alguém como o B.J. Penn é uma oportunidade que você não pode deixar passar. Ele é o único, sua equipe e família são os únicos que deveriam opinar se ele deve continuar competindo ou não. A decisão é só dele. Não estou em posição de falar sobre, então aceitei a lutar e daremos um show aos fãs”, completou ‘O Carpinteiro’, em participação no programa ‘The MMA Hour’.

Aos 40 e 37 anos, respectivamente, B.J. Penn e Clay Guida se encaminham para o fim de suas carreiras como profissionais de MMA. O confronto entre os veteranos está agendado para o dia 11 de maio, no UFC Rio. O show no Brasil contará também com a presença de astros como José Aldo e Anderson Silva – além do confronto que lidera o evento, válido pelo cinturão dos pesos-palhas (52 kg): Rose Namajunas vs Jessica ‘Bate-Estaca’.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *