Tony Ferguson ‘fecha’ olho de Cerrone e garante nocaute no UFC 238

Tony Ferguson alcançou, neste sábado (8), no UFC 238, uma impressionante marca: a de 12 lutas e sete anos invicto dentro da maior organização de MMA do mundo. ‘El Cucuy’ derrotou Donald Cerrone em um emocionante combate no card principal do evento. Os pesos-leves (70 kg) fizeram um confronto bastante aberto, que terminou antes de o terceiro round começar, por uma interrupção médica.

Embora Cerrone e Ferguson sejam conhecidos por demorarem a engrenar em suas lutas, o duelo já começou franco. ‘Cowboy’, como de costume, ficou mais estático, enquanto o rival buscava encontrar mais ângulos no jogo de pernas. Apesar de Donald ter começado ligeiramente melhor, Tony logo tomou o comando do round, acertando golpes mais contundentes e terminando em vantagem.

No segundo assalto, Ferguson voltou bem mais ligado. Atento à distância dos socos de Cerrone, ‘El Cucuy’ mostrou mais ‘timing’ ao entrar no alcance do adversário e desferir duas cotoveladas giratórias. Aparentando estar mais à vontade, Tony passou a acertar recorrentemente jabs e chutes baixos que minaram ainda mais a movimentação do ‘Cowboy’.

A frequência e a intensidade dos golpes retos que Tony aplicou no rosto de Cerrone deixaram marcas. Ao se dirigir ao  córner no intervalo do segundo para o terceiro round, Donald exibia um inchaço enorme no olho direito. Ainda que o ‘cutman’ tenha se esforçado muito para deixar ‘Cowboy’ em condições de voltar ao duelo, a situação piorou e o árbitro foi obrigado a encerrar o combate para preservar a saúde do atleta.

Na entrevista realizada ainda no octógono, Cerrone explicou que cometeu um erro ao lidar com a inusitada situação. Segundo ele, alguém “da velha guarda” não poderia assoar o nariz para tirar o sangue no intervalo dos rounds, uma vez que, nestes casos, o ar entra pela cavidade nasal e aumenta o inchaço embaixo do olho.

Outras lutas

Conforme esperado, Tatiana Suarez não deu muita chance para Nina Ansaroff no último combate do card preliminar. A wrestler americana continua correspondendo às expectativas do público e, desta vez, dominou a namorada de Amanda Nunes durante os três rounds. De maneira muito semelhante ao estilo de Khabib Nurmagomedov na categoria peso-leve (70 kg), Suarez compensa a trocação ainda robótica com um jogo de quedas e controle posicional praticamente perfeito. Após mais um desempenho quase irretocável, a americana surge como favorita a ser a próxima desafiante ao título peso-palha (52 kg), que hoje pertence à brasileira Jéssica ‘Bate-Estaca’.

Na abertura do card principal, os pesados Blagoy Ivanov e Tai Tuivasa fizeram um confronto de muito suor e pouca qualidade técnica. Descuidados da defesa, os dois atletas acertaram golpes duros um no outro no primeiro round, o que logo gerou cansaço mútuo. Com o ritmo caindo, levou a melhor nos pontos quem foi mais contundente: o búlgaro Ivanov, que conseguiu um knockdown no assalto inicial e mostrou mais ‘gás’ no round final.

Em um combate que opôs Petr Yan, russo em franca e rápida ascensão, e Jimmie Rivera, americano que é um legítimo representante do top-10 do peso-galo (61 kg), os fãs tiveram a luta de alto nível que esperavam. No primeiro assalto, Rivera vinha melhor até sofrer um knockdown. Nos cinco minutos seguintes, Jimmie chegou a retomar o controle mas, novamente, foi atingido por um soco nos últimos segundos, caiu e por pouco não foi nocauteado. No terceiro round, Yan, em óbvia vantagem, apenas controlou o duelo, perdendo o round, mas não o combate.

Confira os resultados do UFC 238 até a antepenúltima luta:

Leve (70 kg) | Tony Ferguson venceu Donald Cerrone por nocaute técnico a 5min do segundo round
Galo (61 kg) | Petr Yan venceu Jimmie Rivera por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Pesado | Blagoy Ivanov venceu Tai Tuivasa por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27)
Palha feminino (52 kg) | Tatiana Suarez venceu Nina Ansaroff por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Galo (61 kg) | Aljamain Sterling venceu Pedro Munhoz por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Palha feminino (52 kg) | Alexa Grasso venceu Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Pena (66 kg) | Calvin Kattar venceu Ricardo Lamas por nocaute técnico a 4min06s do primeiro round
Palha feminino (52 kg) | Xiaonan Yan venceu Angela Hill por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Médio (84 kg) | Darren Stewart venceu Bevon Lewis por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Galo (61 kg) | Eddie Wineland venceu Grigory Popov por nocaute técnico a 4min47s do segundo round
Mosca feminino (57 kg) | Katlyn Chookagian venceu Joanne Calderwood por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)