Tito Ortiz celebra presença do presidente dos Estados Unidos no UFC Nova York

Tito Ortiz foi campeão meio-pesado (93 kg) do UFC – Diego Ribas

Entre vaias e aplausos do público presente, Donald Trump – presidente dos Estados Unidos – entrou no Madison Square Garden no último sábado (2) para acompanhar in loco o UFC Nova York. Ainda que cause esta divisão de opiniões, a presença do polêmico político americano corroborou o crescimento e importância atual do Ultimate, e consequentemente do MMA, esporte que até poucos anos atrás era proibido na cidade que é o coração econômico do país norte-americano. E quem comemorou o marco histórico do evento foi Tito Ortiz, uma das maiores estrelas da entidade em seus primórdios e simpatizante declarado do político.

Ao site ‘MMA Junkie’, o ex-campeão meio-pesado (93 kg) do UFC celebrou o fato do presidente dos Estados Unidos comparecer e prestigiar o evento, que, além de ter a disputa pelo cinturão ‘BMF’ (lutador ‘mais durão’) em sua luta principal, marcava a quingentésima edição realizada pela maior franquia de MMA do mundo. Apesar da relação conturbada com o Ultimate – especialmente com Dana White, presidente da liga –, Ortiz elogiou e parabenizou o desafeto pela conquista.

“Foi legal ver o presidente continuar a apoiar nosso esporte, não apenas como presidente, mas como um homem de negócios antes de se tornar presidente. Ele (Trump) tem sido um amigo bom e próximo de Dana, e eu vi a entrevista de Dana com o presidente, e (apesar) de eu e Dana não concordarmos às vezes, mas o que ele (Dana) disse (sobre a importância do papel de Trump no UFC) é verdade”, declarou Tito.

A relação de Donald Trump com o Ultimate vem de longa data. Em 2001, o UFC 30 – primeira edição do evento sob o comando de Dana White após a compra da franquia pelos irmãos Fertitta – foi realizada no Trump Taj Mahal, propriedade do então empresário, em Atlantic City (EUA). E Tito Ortiz foi um dos protagonistas da luta principal da noite. Na época, ainda sem a popularidade alcançada nos dias atuais, poucos homens de negócio dos Estados Unidos estavam dispostos a abrigar o show de MMA.

Aos 44 anos, Tito Ortiz continua na ativa após flertar e, até mesmo, anunciar algumas vezes sua aposentadoria. O veterano vem em boa fase com duas vitórias consecutivas, e quatro em suas últimas cinco lutas. Seu próximo compromisso será no dia 7 de dezembro, quando encara Alberto Rodriguez, pelo Combate Americas.