Por rivalidade, ex-UFC propõe lutar de graça contra companheiro de Khabib; entenda

Artem Lobov tem competido no ‘Bare Knuckle FC’, evento de boxe sem luvas – Diego Ribas

Dispensado em janeiro deste ano pelo UFC, Artem Lobov ainda não superou o cancelamento do combate contra o desafeto Zubaira Tukhugov, marcado previamente para outubro de 2018. Ao site ‘The Mac Life’, o membro da equipe ‘SBG Ireland’ – a mesma de Conor McGregor – revelou que, após a última luta de Tukhugov, no UFC 242, entrou em contato com Sean Shelby, responsável por casar os duelos do Ultimate, e se ofereceu para enfrentar o rival de graça.

A rivalidade entre Lobov e Tukhugov – companheiro de time de Khabib Nurmagomedov – foi aguçada durante todo o imbróglio que envolveu a peleja entre McGregor e o campeão peso-leve (70 kg) do UFC. O cancelamento do duelo entre eles se deu exatamente pelo envolvimento de Tukhugov na briga generalizada após a disputa entre o irlandês e o russo, no UFC 229. Afastado do MMA desde sua demissão do Ultimate, Lobov tem competido no ‘Bare Knuckle FC’, evento que promove lutas de boxe sem luvas, mas mantém o desejo de acertar as contas com o desafeto, de qualquer forma.

“É uma luta que eu gostaria de fazer (contra Tukhugov). Obviamente ele está no UFC agora e eu não estou. Então nossos caminhos não vão se cruzar imediatamente, mas é algo que eu definitivamente faria. Após sua última apresentação, eu mandei mensagem para Sean Shelby e disse: ‘Se você me der um contrato de uma luta para encarar Zubaira, estou disposto a lutar de graça’. Ele respondeu: ‘Eu entendi’. Não tenho certeza o que isso significa, se eles considerariam ou não. Mas estou disposto a lutar de graça, sem problemas”, contou o peso-pena (66 kg) ao site ‘The Mac Life’.

A oferta de uma luta, segundo o próprio, serviria para não prendê-lo a uma organização específica. Em seu contrato com o Bare Knuckle FC, o lutador possui uma cláusula que o libera para negociar e competir no MMA mesmo sendo atleta da organização de boxe sem luvas, opção que os acordos do UFC não costumam prever. Ainda que tenha demonstrado pouco apreço pelo dinheiro ao se oferecer para lutar de graça contra Tukhugov, Lobov não pretende perder as oportunidades financeiras que estão sendo apresentadas a ele na nova fase de sua carreira.

“Seria maluco assinar um contrato exclusivo com uma promoção agora, quando eu tenho tantas oportunidades alinhadas. Estou falando de pagamentos de sete dígitos no mundo do boxe. Eu acabei de fazer quase meio milhão na luta do Bare Knuckle. Então, há muitas oportunidades”, finalizou.

Em seu cartel profissional no MMA, Artem Lobov possui 13 vitórias e 15 derrotas, além de um empate e uma luta sem resultado (no contest). Pelo UFC, o companheiro de equipe de Conor McGregor acumulou apenas dois triunfos e cinco reveses.