Operado, Whittaker pede desculpas por deixar UFC 234 de última hora

Robert Whittaker postou um vídeo diretamente da cama do hospital – Reprodução/Instagram

O campeão dos médios (84 kg) Robert Whittaker era a grande atração do UFC 234, que foi realizado em sua terra natal, a Austrália, no último sábado (9). Mas, no dia do evento, o lutador acabou sendo retirado do card, por causa de uma hérnia abdominal. Em um vídeo publicado no Instagram nesta segunda-feira (11), ‘The Reaper’ lamentou o acontecido e pediu desculpas a Kelvin Gastelum, seu desafiante.

Whittaker afirmou que — de maneira até um tanto irresponsável — teimou com os médicos para, apesar das dores que sentia, entrar no octógono naquela que seria a primeira defesa de cinturão diante de seus compatriotas. O australiano disse que só capitulou quando foi informado que corria risco de morrer caso insistisse na ideia.

“Gostaria de dizer que sinto muito por todos os amigos, família e fãs que vieram para me ver lutar. Infelizmente, não pude estar lá. Fiz o meu melhor para tentar reverter isso. Eu estava contestando os médicos o tempo todo, até que eles disseram: ‘Ou você faz uma cirurgia ou vai perder parte do seu intestino’. Ou poderia ser fatal. Tenho de cuidar da minha saúde em primeiro lugar. Desculpe, pessoal. Peço desculpas a Gastelum, que chegou aqui preparado, vindo de longe, e eu não pude aparecer”, falou (veja abaixo ou clique aqui).

“Vocês sabem quanto é preciso para me afastar do octógono. Então, significa muito ter vocês me apoiando e me enviando esse amor. Realmente significa. E faz com que seja mais fácil me esforçar ainda mais da próxima vez, entrar lá, despir minha alma e fazer um bom show para vocês. Vou voltar melhor do que nunca. Este é um obstáculo o qual pulei. Não vai me manter cabisbaixo para sempre. Vou voltar melhor do que nunca”, projetou.

Embora Whittaker tenha mostrado solidariedade com Kelvin Gastelum, o rival parece não ter o mesmo sentimento. Na noite do UFC 234, o desafiante ao título apareceu com um cinturão, alegando ser o novo campeão — o que, obviamente, não é verdade —, já que Robert não lutou.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *