José Aldo lamenta derrota no UFC 237: “Nunca lutei tão mal”

José Aldo projetava conquistar uma vitória no UFC 237, no Rio de Janeiro, para voltar a disputar o cinturão dos pesos-penas (66 kg) da organização. No entanto, a derrota para Alexander Volkanovski atrapalhou os planos do ex-campeão, que apontou a atuação no último sábado (11) como a pior da sua carreira.

Por meio de publicação no Instagram (veja abaixo ou clique aqui), Aldo agradeceu à sua equipe pelo suporte dado durante a preparação e colocou a responsabilidade da derrota por decisão unânime nos próprios ombros. Além disso, com uma luta restante em seu contrato com o UFC, o brasileiro garantiu que já pensa em seu próximo compromisso.

“Queria agradecer a todos que estiveram na arena e torceram nas suas casas. Muito obrigado. Agradecer a toda minha equipe (…) Os treinadores me colocaram como nunca estive antes! Mas nunca lutei tão mal na minha vida”, lamentou, antes de ressaltar que Volkanovski também teve o mérito de conseguir anular o jogo dele.

“Sem desculpa nenhuma, porque não sou disso, mas sei da minha capacidade e talento e não posso fazer isso. Sem tirar os méritos do meu adversário, que fez a luta dele, mas fico triste comigo mesmo e tudo para mim, porque deixei acontecer e não fiz a luta que deveria fazer. Já passou e vamos para a próxima!”, projetou.

Aos 32 anos, Aldo revelou em entrevistas recentes que projeta fazer a última luta do seu contrato com o UFC no Brasil. De acordo com o site ‘MMA Fighting’, um evento em São Paulo está previsto para o dia 16 de novembro, quando o ex-campeão dos penas poderá fazer a sua despedida da maior organização de MMA do planeta.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Queria agradecer a todos que estavam e torceram na arena e nas suas casas muito obrigado, agradecer a toda minha equipe @dede_pederneiras @mabogea @guidarellif os treinadores @emersonfalcaovieira @aleksandrofg @piratiev_oficial @rafaelviniciusbertho me colocaram como nunca estive antes! Mas nunca lutei tão mal na minha vida sem desculpas nenhuma porque não sou disso, mas sei da minha capacidade e talento e não posso fazer isso, sem tirar os méritos do meu adversário que fez a luta dele mas fico triste comigo mesmo e transfiro tudo em mim mesmo porque deixei acontecer e não fiz a luta que deveria fazer. Já passou e vamos pra próxima!👊🏽⭐️🥇

Uma publicação compartilhada por José Aldo Junior (@josealdojunioroficial) em