Ex-UFC processa evento de boxe sem luvas por falta de pagamento e acusa dono de fraude

Chris Leben (D) enfrentou Phil Baroni no WBKFF em novembro de 2018 – Divulgação

O Bare Knuckle FC pode ser o pivô de um verdadeiro escândalo no mundo das lutas. O evento de boxe sem luvas está sendo processado pelo ex-atleta do UFC Chris Leben por falta de pagamento de salários. De acordo com o veterano americano, a liga deve 90 mil dólares (cerca de R$ 360 mil) para ele – quantia relacionada à sua estreia no show, em novembro de 2018.

Durante participação no podcast ‘Pull No Punches’, Chris revelou que possui uma boa relação com o presidente do evento, Bas Rutten, apesar de demonstrar sua insatisfação com a postura do comissário em relação a esse caso. No entanto, o maior alvo do ex-UFC é o dono do Bare Knuckle FC, Tom Stankiewicz, a quem Leben, além de processar, acusa de fraude imobiliária.

“Eu conheço o ‘Bas’ tem uns 20 anos, eu amo ele. Sempre tive um ótimo relacionamento com Bas. Mas no melhor cenário: Bas sabia que não seríamos pagos a tempo antes de viajarmos para lutar em Wyoming, porque a conta bancária estava suspensa antes disso e ele sabia. No pior dos cenários: Ele sabia que nós não iríamos ser pagos nunca. A única coisa que digo é, até o momento, Bas ainda está apoiando o dono (do evento) Tom”, afirmou Leben, antes de projetar o futuro do dono do evento de boxe sem luvas.

“O dono Tom [Stankiewicz] daqui a alguns dias irá para a prisão e nós seremos capazes de contatá-lo. Não fomos capazes de localizá-lo para lhe enviar a papelada toda. Se você conversar com ele ou com Bas, ele [Tom] pegou 2,5 milhões de dólares (cerca de R$ 10 milhões) emprestado de algumas pessoas. Eles achavam que ele iria investir esse dinheiro, mas ele gastou tudo em promoção do evento, e gerou um grande mal-entendido. Isso de acordo com o governo federal, que está tentando manda-lo para a prisão por fraude, foi realmente uma fraude”, completou o ex-atleta do Ultimate.

Leben realizou duas lutas pelo Bare Knuckle FC – não foi pago apenas em sua primeira aparição. E, apesar de todo o imbróglio judicial, Chris deve entrar em ação na 6ª edição do evento contra Brennan Ward. A luta principal deste card, agendado para o dia 22 de junho é entre Artem Lobov e Paulie Malignaggi.