Em luta morna no UFC Uruguai, Shevchenko defende cinturão dos moscas

Valentina não brilhou, mas fez o suficiente para manter o cinturão – Leandro Bernardes

Não foi a luta que o público que lotou a Antel Arena esperava, mas Valentina Shevchenko manteve o título feminino dos pesos-moscas (57 kg) ao vencer uma decisão unânime dos juízes em Montevidéu (URU). A quirguistanesa fez contra Liz Carmouche a luta principal da estreia do UFC no Uruguai, neste sábado (10).

Como entraram logo apos a agitada luta entre Vicente Luque e Mike Perry, Valentina e Carmouche chegaram com a missão de manter a plateia empolgada. Por isso, o estudado primeiro round incomodou o público, que chegou a vaiar as duas atletas. Com muito respeito de ambas as partes, o combate foi para o intervalo bem equilibrado.

No segundo assalto, outra vez Shevchenko não conseguiu colocar em prática seu amplo favoritismo. Apesar dos 35 anos, Liz demonstrou uma movimentação muito intensa, o que deixou a quirguistanesa um tanto perdida na distância. No fim, golpes na altura do abdômen deram a Valentina o que ela precisava para avançar ao terceiro round em vantagem.

Aos poucos, a campeã foi se soltando e arriscou um pouco mais. Depois de mais alguns golpes no vazio, Shevchenko entrou com um jab e um direto que levaram Carmouche ao chão. Quando Liz se levantou e tentou derrubar, acabou levando uma queda.

No quarto assalto, a história se repetiu: a americana buscou levar a Valentina para o solo, mas acabou ficando em posição de desvantagem no chão. Sem um ‘ground and pound‘ efetivo, a detentora do cinturão foi travada pela ex-desafiante ao título peso-galo (61 kg) até que o árbitro levantasse as atletas.

Carmouche precisava de um milagre no round final e parecia acreditar que ele viria derrubando a campeã. Mas, pelo terceiro assalto consecutivo, ela acabou tendo a posição invertida ao tentar a queda e acabou de costas no chão. Lá, Valentina mais uma vez não fez questão de buscar golpes duros e apenas controlou o duelo, para aflição da torcida uruguaia.

Outros combates

Fazendo jus às expectativas sobre os dois, Luque e Perry fizeram um confronto digno do prêmio de melhor da noite. Embora seja muito melhor do que o americano no chão, o brasiliense não tentou nenhuma queda, fazendo questão de encarar o rival naquilo que ele tinha de mais perigoso. A única demonstração de jiu-jitsu do brasileiro foi no fim do último round, quando encaixou uma guilhotina apertada. Mike, mesmo com o nariz quebrado, resistiu, e o combate foi para a papeleta dos juízes. O brasileiro ganhou na decisão dividida, ampliando sua invencibilidade, que já dura seis lutas.

Único uruguaio do card, Luiz Eduardo Garagorri estreou no Ultimate em um duelo muito equilibrado com Humberto Bandenay, tanto que apenas o primeiro assalto pareceu claro em favor de um dos dois atletas – no caso, Garagorri. Apesar de o confronto parecer muito difícil de pontuar, ao que tudo indica a força da plateia influenciou os árbitros, que deram um unânime 30-27 em favor do lutador da ‘Fronteira Fight‘.

Antes, Volkan Oezdemir comandou um monólogo contra Ilir Latifi. O suíço anulou as tentativas de queda do adversário e reagiu sempre com socos que o afastavam. Pouco a pouco, o sueco foi perdendo ímpeto e, assim, ficou ainda mais difícil vencer a enorme envergadura do rival. Mais cansado, Latifi passou a avançar sem tanta proteção e levou a pior: no segundo round, levou uma joelhada forte e, pouco depois, dois cruzados que o levaram apagado ao chão.

Confira os resultados completos do UFC Uruguai:

Mosca feminino (57 kg) | Valentina Shevchenko venceu Liz Carmouche por decisão unânime (50-45, 50-45, 50-45)
Meio-médio (77 kg) | Vicente Luque venceu Mike Perry por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28)
Pena (66 kg) | Luiz Eduardo Garagorri venceu Humberto Bandenay por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Meio-pesado (93 kg) | Volkan Oezdemir venceu Ilir Latifi por nocaute a 4min31s do segundo round
Médio (84 kg) | Rodolfo Vieira venceu Oskar Piechota por finalização aos 4min26s do segundo round
Pena (66 kg) | Enrique Barzola venceu Bobby Moffett por decisão dividida (28-29, 30-27, 29-28)
Meio-médio (77 kg) | Gilbert ‘Durinho’ venceu Alexey Kunchenko por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Pesado | Ciryl Gane venceu RaphaelBebezão‘ por finalização a 4min12s do primeiro round
Palha feminino (52 kg) | Marina Rodriguez venceu Tecia Torres por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26)
Mosca (57 kg) | Rogério Bontorin venceu Raulian Paiva por nocaute técnico (interrupção médica) a 2min56s do primeiro round
Galo (61 kg) | Chris Gutierrez venceu Geraldo de Freitas por decisão dividida (29-28, 27-30, 29-28)
Leve (70 kg) | Alex ‘Leko‘ venceu Rodrigo ‘Kazula‘ por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Mosca feminino (57 kg) | Veronica Macedo venceu Polyana Viana por finalização a 1min09s do primeiro round