‘Durinho’ afirma que pretende aconselhar irmão para que ele não repita seus erros

Na última terça-feira (6), Herbert Burns finalizou Darrick Minner no primeiro assalto pelo ‘Contender Series’. Além da vitória, o atleta conseguiu impressionar Dana White, presidente do UFC e responsável pelo programa, e garantiu um contrato com o Ultimate. Do Uruguai, onde compete neste sábado (10), Gilbert ‘Durinho’ Burns, seu irmão, acompanhou toda a saga de Herbert até a consagração.

Prestes a voltar aos meio-médios (77 kg) contra Alexey Kunchenko no próximo sábado, o lutador fluminense busca emplacar sua terceira vitória consecutiva pela organização. Em entrevista exclusiva à Ag. Fight, ‘Durinho’ afirmou que sua experiência de mais de uma dezena de combates pelo Ultimate pode ajudar no momento de aconselhar o irmão na nova trajetória dentro da entidade.

“Já conversei bastante com ele depois da luta. Como irmão mais velho, eu tento ajudá-lo sempre. Busco ser um mentor para aconselhá-lo a não cometer os mesmos erros que eu cometi. Já falei para ele descansar uma semana e depois voltar aos treinos para trabalhar bastante, especialmente no wrestling e na trocação, para a estreia no UFC”, contou.

Ainda sobre a conquista de Herbert, ‘Durinho’ relembrou os momentos de tensão que antecederam o combate do irmão mais novo. Problemas nos exames médicos e um imbróglio com o visto de entrada nos Estados Unidos quase cancelaram a participação do representante mais jovem do clã dos Burns no ‘Contender Series’.

“Aconteceu muita coisa no camp do meu irmão que ninguém sabe. Ele quase não lutou. Ele não tinha passado em um exame de ressonância na cabeça por um erro do médico. Teve que fazer mais três exames até ser liberado. Aconteceu um problema com o visto também. Os dirigentes chegaram a cancelar a luta, mas depois de algumas horas conseguiram resolver tudo”, explicou Gilbert.

Ao analisar o combate, ‘Durinho’ declarou que alertou o irmão sobre o ímpeto inicial do adversário, que chegou a ser superior no começo do confronto. Porém, após todos os percalços enfrentados pelo irmão, Gilbert afirmou que tinha certeza do triunfo.

“O começo foi difícil. Eu até comentei com ele que o adversário viria muito forte. Que ele deveria ter cautela, manter a guarda alta e se movimentar bastante. Tentar aplicar uma queda utilizando o ímpeto do rival. Acabou que ele caiu por baixo, mas o Herbert tem um jogo muito bom nessa posição e conseguiu administrar e finalizar. Fiquei bem nervoso, mas eu sabia que, depois de tudo que aconteceu, nada ia tirar a vitória dele. Ele estava muito focado. Estava obcecado com a vitória”, concluiu.

Confira o card completo do UFC Uruguai, que começa às 18h deste sábado:

Card principal
Mosca feminino (57 kg) | Valentina Shevchenko vs. Liz Carmouche
Meio-médio (77 kg) | Vicente Luque vs. Mike Perry
Pena (66 kg) Luiz Eduardo Garagorri vs. Humberto Bandenay
Meio-pesado (93 kg) | Volkan Oezdemir vs. Ilir Latifi
Médio (84 kg) | Rodolfo Vieira vs. Oskar Piechota
Pena (66 kg) | Enrique Barzola vs. Bobby Moffett

Card preliminar
Meio-médio (77 kg) | Gilbert ‘Durinho’ vs. Alexey Kunchenko
Pesado | Ciryl Gane vs. Raphael ‘Bebezão’
Palha (52 kg) | Tecia Torres vs. Marina Rodriguez
Mosca (57 kg) | Rogério Bontorin vs. Raulian Paiva
Galo (61 kg) | Geraldo de Freitas vs. Chris Gutierrez
Leve (70 kg) | Rodrigo Vargas vs. Alex ‘Leko’
Mosca feminino (57 kg) | Veronica Macedo vs. Polyana Viana