Diego Brandão perde em luta com arbitragem polêmica no ACA; Rodolfo Vieira finaliza

A 96ª edição do Absolute Championship Akhmat foi realizada no último sábado (8), em Lodz (POL), e contou com a presença massiva de brasileiros em ação. E o único deles que estava no card principal, Diego Brandão, perdeu de maneira muito polêmica. O peso-leve (70 kg) chegou a nocautear Marcin Held e foi impedido pelo árbitro de continuar batendo no rival. Instantes após a interrupção, porém, o mediador se arrependeu e mandou a luta seguir.

No fim, o polonês venceu por decisão unânime. Brandão reclamou do resultado em uma postagem no Instagram. “Bem, o que posso dizer é que o resultado deveria ser diferente sem esse erro do árbitro”, escreveu (veja abaixo ou clique aqui), ilustrando a publicação com frames que mostram o árbitro interrompendo brevemente o combate.

Outros brasileiros, entretanto, levaram a melhor no evento. Foi o caso de Rodolfo Vieira, multicampeão de jiu-jitsu que chegou à quinta vitória em cinco lutas como profissional de MMA. Ele precisou de pouco mais de dois minutos para finalizar Vitaliy Nemchinov com um mata-leão (veja abaixo ou clique aqui). Foi a primeira derrota do meio-médio (77 kg) russo, que até então tinha dez triunfos em sua carreira.

Ex-UFC assim como Brandão, Elias Silvério derrotou Fernando Gonzalez por decisão unânime em um confronto válido pelos meio-médios. Foi o segundo revés consecutivo do americano, que vinha de uma passagem de quatro anos pelo Bellator. No peso-pena (66 kg), Felipe Fróes derrotou o sueco Frantz Siloa também na papeleta dos juízes.

Augusto ‘Tanquinho’, outro a ter passado recentemente pelo UFC, não teve a mesma sorte. O especialista no jiu-jitsu foi derrotado por decisão dividida pelo russo Igor Zhirkov. No início do card, o veterano Carlos Eduardo ‘Cachorrão’ nocauteou Sami Antar e Alan Gomes ganhou de Narek Avagyan em uma interrupção médica no fim do primeiro round.