Descrente da trocação de Khabib, ‘Pitbull’ afirma que o nocautearia em hipotético duelo

Patrício venceu Michael Chandler para conquistar o título leve do Bellator – Divulgação/Bellator

Escalado para enfrentar Juan Archuleta no Bellator 228, dia 28 de setembro, Patrício ‘Pitbull’, campeão pena (66 kg) e leve (70 kg) da organização, não deixa de acompanhar de perto o cenário das categorias de outras ligas, como o UFC. Ele assistiu ao duelo entre Khabib Nurmagomedov e Dustin Poirier no último sábado (7), que terminou com vitória do russo, e declarou ao site ‘MMA Fighting’ que nocautearia ‘The Eagle’ caso os dois se enfrentassem.

De acordo com o brasileiro, embora um confronto contra Khabib seja “impossível” devido ao fato de que o UFC não se dispõe a copromover eventos com outras organizações, “nunca se sabe o que pode acontecer”. Assim, ‘Pitbull’ afirmou que se vê capaz de nocautear o russo.

“Khabib é muito duro, tem um sambo e um wrestling fenomenais, mas ele tem uma deficiência incrível em pé, então eu posso atingi-lo. Nada é impossível. Acho que ele é muito duro, 28-0, mas outro lutador do Rio Grande do Norte, (Gleison) Tibau, fez uma luta muito dura com ele, e acho que há um caminho para vencê-lo. Acho que podemos fazer isso. Se minha mão entrar, e ela entraria, acabou”, disse.

A luta contra Tibau aconteceu em 2012, sete anos atrás, e ainda assim é conhecida como a luta mais dura que Nurmagomedov teve dentro do Ultimate. Segundo Patrício, ‘The Eagle’ continua apresentando as mesmas habilidades e falhas do início da passagem dentro do octógono, o que abriria uma brecha para as suas capacidades.

“Ele tem o mesmo padrão de luta desde a primeira luta dele. Ele acua o adversário na grade, se movimenta e vai na perna. Ninguém tentou… Talvez alguém tenha tentado acertar uma joelhada, mas não lembro de ninguém chegar perto de acertar. Iaquinta estava indo bem contra ele, movimentando-se bem em pé, mas ele estava se aproximando do jeito errado. Acho que eu posso me aproximar melhor”, falou o bicampeão do Bellator.

“Você o viu contra Poirier agora. Ele parecia perdido em pé. Ele não sabia como se movimentar, deixou as mãos baixas, correu pelo cage várias vezes. Isso, meu amigo, quando você está enfrentando um striker, é muito fácil”, completou, antes de criticar Dustin e dizer que o venceria no primeiro round.

Khabib Nurmagomedov é o único campeão do UFC que ainda não perdeu uma luta como profissional. Jon Jones, que também nunca foi superado por um adversário, tem um revés no currículo, já que foi desclassificado por desferir golpes ilegais contra Matt Hamill, em 2009. O russo já derrotou nomes como Rafael dos Anjos, Edson Barboza, Al Iaquinta, Conor McGregor e, mais recentemente, Dustin Poirier.