Dana White minimiza confusão com Colby em cassino de Las Vegas

Dana White é o presidente na maior organização de MMA do planeta – Diego Ribas

Dana White, o presidente do UFC, garante não ter ficado tão chateado por aparecer na gravação que Colby Covington fez nessa sexta-feira (1º). Na ocasião, durante uma transmissão ao vivo no Instagram, o ex-campeão interino dos meio-médios (77 kg) confrontou o mandatário e lhe pediu explicações sobre ele não ser o próximo desafiante da categoria. E, apesar de ter demonstrado irritação no vídeo, o empresário explicou que tudo foi resolvido depois que a câmera foi desligada.

Em entrevista coletiva neste sábado (2), Dana White minimizou a cena que Colby fez enquanto ele se divertia em uma das mesas de jogo do ‘Palms Casino Resort’. “Na noite passada, não foi tão ruim quanto parece no vídeo. Nós estávamos bem, e conversamos ontem à noite, cara a cara, ele entendeu. Ele sabe que não aceitou a luta”, explicou o presidente do Ultimate, ao se referir ao fato de Covington ter se negado a lutar contra o então campeão Tyron Woodley no segundo semestre de 2018 para fazer uma cirurgia no nariz.

E, apesar de o presidente do UFC dizer o contrário, Covington garantiu que Dana White teria ficado incomodado com o seu questionamento na frente do público. “Ele estava muito chateado, mas eu não dou a mínima. Eu não estou aqui para fazê-lo feliz, e eu queria que ele soubesse, isso não é justo. Tem que existir justiça. Você roubou uma luta pelo título neste final de semana”, acusou o lutador, durante entrevista à rádio ‘Sirius XM’.

Aos 31 anos, Covington conquistou o título interino dos meio-médios após derrotar Rafael dos Anjos, em junho de 2018. A previsão era que ele logo em seguida tentasse unificar o título contra Woodley. No entanto, menos de dois meses depois, ele se recusou a enfrentar T-Wood e Dana White optou por retirar o seu cinturão e escalar Kamaru Usman como oponente de Tyron na luta deste sábado.

Apesar de ter vencido os últimos seis desafios que teve no UFC, Colby não entra no octógono desde o duelo contra Dos Anjos, e ele garantiu que não pretende fazer outra luta que não seja pelo título da divisão. Ao longo da carreira profissional no MMA, o americano acumulou, até então, 14 triunfos e apenas uma derrota.