Dana White anuncia que a divisão dos pesos-moscas continua no UFC

Henry Cejudo é o mais novo ‘champ champ’ do UFC – Dan Wainer/Ag Fight

Desde o final de 2018 que rumores sobre o fim da divisão dos pesos-moscas (57 kg) do UFC circulam frequentemente na imprensa e nos bastidores da organização. O numeroso corte de atletas nas últimas atualizações do ranking da categoria – que agora conta com apenas 12 lutadores – gerou indícios ainda mais fortes. Apesar de tudo isso, Dana White, presidente do Ultimate, afirmou que a continuidade da divisão está confirmada.

Em entrevista coletiva após o evento do último sábado (8), em Chicago (EUA), o presidente do UFC destacou que a sobrevida da divisão dos moscas teve a ver com a ascensão de Henry Cejudo nos octógonos. Ao bater Marlon Moraes e garantir o título dos galos (61 kg) no último final de semana, o campeão dos moscas entrou para o seleto rol de atletas que conquistaram dois cinturões simultaneamente na organização. E isso parece ter motivado Dana White a não encerrar a categoria de menor peso entre os homens do Ultimate.

“Obviamente, ele (Henry Cejudo) vencer teve muito a ver com a divisão (dos moscas). Então, sim. (…) Está confirmada”, afirmou o presidente do UFC.

Após conquistar o título dos moscas em agosto de 2018 – ao derrotar Demetrious Johnson por decisão dividida dos juízes -, Cejudo defendeu o cinturão em janeiro deste ano, em duelo contra TJ Dillashaw. Com a vitória, Henry desafiou o então campeão dos galos para um combate na categoria de 61 kg. No entanto, após TJ ser flagrado em exame antidoping, Marlon Moraes foi escalado para enfrentar o agora ‘champ-champ’. Ao longo da carreira profissional no MMA, ‘The Messenger’ soma, até o momento, 15 triunfos e dois reveses.