Após doping de ‘Pedrita’, Ariane Lipski encara venezuelana no UFC São Paulo

‘Pedrita’ pode ter seu lugar no Ultimate ameaçado após cair no doping – Scott Garfitt

O Ultimate não demorou para agir após o card de São Paulo sofrer uma baixa às vésperas do evento. Após Priscila ‘Pedrita’ ser flagrada em exame antidoping e afastada do show, o UFC já tratou de escalar uma nova atleta em seu lugar. A venezuelana Veronica Rodriguez substitui a brasileira e encara Ariane Lipski no dia 16 de novembro. A informação foi dada em primeira mão pelo site ‘MMA Fighting’ e confirmada pela equipe de reportagem da Ag Fight.

Pedrita testou positivo para a substância proibida hidroclorotiazida e foi retirada do último show do Ultimate no Brasil em 2019. Em conversa com a Ag Fight, a peso-mosca (57 kg) admitiu ter feito uso do remédio diurético, mas destacou que não possuiu a intenção de tirar vantagem da situação. Agora a atleta da ‘PRVT’ aguarda o posicionamento da USADA (agência antidoping americana). Caso seja condenada, a brasileira pode pegar um gancho de até dois anos fora dos octógonos por conta do flagra.

Já Ariane terá que voltar suas atenções para uma nova adversária com pouco mais de uma semana para se adaptar a mudança. Sua nova rival, a venezuelana Veronica, vem de vitória por finalização sobre Polyana Viana, em agosto deste ano. Já a ‘Rainha da Violência’ busca retomar a boa fase no UFC São Paulo, após ter sido derrotada em seus dois últimos compromissos na liga, contra Joanne Calderwood e Molly McCann, respectivamente.

Mesmo com compromisso marcado com o Ultimate, Veronica Macedo aceitou entrar no card de São Paulo às vésperas do evento. Antes de ser chamada às pressas para suprir a ausência de ‘Pedrita’, a venezuelana estava originalmente escalada para enfrentar Amanda Lemos no UFC Busan, na Coreia do Sul, no dia 21 de dezembro. Resta saber agora se a peso-mosca pretende manter os dois compromissos com a liga até o final da temporada.