Além de título, Jéssica ‘Bate-Estaca’ leva R$ 400 mil por luta e performance da noite

Jéssica ‘Bate-Estaca’ conquistou o título peso-palha – Leandro Bernardes

Foi, definitivamente, uma noite de sonho para Jéssica Andrade. Além do título dos pesos-palhas, que conquistou após aplicar um bate-estaca – justamente o golpe que lhe dá apelido -, a brasileira conquistou dois dos prêmios dados às melhores atuações do UFC 237, que foi realizado no Rio de Janeiro, neste sábado (11). Com isso, levou, além das bolsas pela presença e pela vitória, mais 100 mil dólares – o equivalente a R$ 396 mil.

A luta da noite foi justamente a principal: Rose Namajunas e a brasileira fizeram um duelo muito movimentado no primeiro round, que contou com knockdown aplicado por ‘Thug’ e alguns bons momentos de Jéssica – que, apesar disso, claramente perdeu o assalto. Depois do intervalo, mais atenta à distância, Andrade acertou bons cruzados, cortou espaços e conseguiu uma queda que definiu a luta. Ela jogou a então campeã de cabeça no chão e garantiu o nocaute e o cinturão.

A outra premiação foi para Warlley Alves, que conseguiu um nocaute sobre ‘Serginho’ Moraes no terceiro round do confronto entre os dois. Mais ativo do que o adversário, o mineiro aproveitou que ‘Pantera’ constantemente se deixava acuar na grade e deu socos que apagaram o rival.

Durante a entrevista coletiva pós-evento, o vice-presidente internacional do Ultimate, David Shaw, anunciou que foram vendidos 15.193 ingressos para o UFC 237 – a lotação máxima da Jeunesse Arena. O número é bem maior do que no último desembarque da organização no Rio, quando o público foi de 10.696 pessoas.